segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Morre quarta vítima de explosão na cervejaria Heineken de Jacareí, SP




'Fábrica toda tremeu', diz funcionário após explosão em cervejaria em SP

Duas pessoas morreram e três ficaram feridas em Jacareí; veja vídeo.
Acidente foi em uma das caldeiras da fabricante de bebidas Heineken.

Do G1 Vale do Paraíba e Região
“A fábrica toda tremeu e pelo impacto da explosão não tive dúvidas que o acidente tinha sido em uma das caldeiras", recordou o funcionário Teófilo de Oliveira Cupido, que trabalha na cervejaria Heineken, em Jacareí (SP). O acidente que ele relata foi na manhã desta quinta-feira (28) e deixou dois mortos e três feridos, sendo um deles em estado grave. (veja vídeo do momento da explosão acima)
Segundo o funcionário, após a explosão por volta das 9h, houve pânico e os trabalhadores começaram a sair da empresa. Oliveira, que foi um dos primeiros a chegar ao local da explosão, conta que ajudou a resgatar um dos feridos.
Explosão aconteceu por volta das 9h na fábrica
(Foto: Divulgação/ Sind. dos Trab. da Alimentação)
"Ele pedia ajuda para os colegas que estavam dentro do galpão onde houve o acidente. Vi outros dois trabalhadores no local, mas já estavam mortos", contou. As vítimas são empregados terceirizados da planta, que fica no interior de São Paulo.
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação, a caldeira onde houve a explosão passava por manutenção.
“Esse equipamento funcionava a óleo e estava sendo readaptado para funcionar a gás. O acidente ocorreu quando os trabalhadores realizavam testes”, explicou o diretor do Sindicato, Luciano Antônio da Silva. A perícia  vai averiguar as causas da explosão.

Explosão
Com o impacto, um dos corpos foi lançado a cerca de 20 metros e outra a 50 metros de distância, em uma área fora da empresa. A força da explosão derrubou as árvores próximas ao local. (veja imagem abaixo)

Um dos funcionários feridos foi resgatado pelo helicóptero Águia da Polícia Militar e encaminhado para o Hospital Municipal de São José dos Campos. A vítima, de 29 anos, passava por cirurgia na tarde desta quinta-feira e deve ser transferido para Santa Casa da cidade- ele tem queimaduras de terceiro grau em 80% do corpo. Um dos funcionários feridos sofreu um corte na cabeça, foi atendido e liberado e o outro está na Santa Casa.

Os corpos das vítimas fatais, de 37 e 49 anos, passam por necrópsia e devem ser liberados para velório e enterro ainda na noite desta quinta-feira.

Outro lado
Em nota, a cervejaria Heineken informou que lamenta o acidente e que está em contato com as empresas prestadoras de serviço para oferecer suporte aos envolvidos. A empresa ainda informou que também apura as possíveis causas do acidente.

Também ressaltou que cumpre as normas de segurança e leis trabalhistas, assim como todas as diretrizes de manutenção e conservação de equipamentos e maquinários. "Importante destacar que, em cumprimento à tais normas, a caldeira estava desativada no momento do acidente, passando por manutenções de rotina realizadas pelas suas prestadoras de serviço".
A Heineken informou ainda que trabalha somente com empresas especializadas e devidamente autorizadas por órgãos competentes para manutenção periódica de suas caldeiras.
Explosão derrubou muro e árvores do lado de fora da fábrica em Jacareí (Foto: Jacareí)Força da explosão derrubou muro e árvores do lado de fora da fábrica em Jacareí (Foto: Jacareí)
 

Aparecido Agostinho, 52, era irmão de um funcionário que também morreu.
Acidente aconteceu na última quinta-feira (28) em manutenção de caldeira.

Do G1 Vale do Paraíba e Regiã
A quarta vítima da explosão na fábrica da Heineken em Jacareí morreu na noite deste sábado (30). O acidente aconteceu na manhã da última quinta-feira (28) durante manutenção em uma das caldeiras da cervejaria. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Metalúrgicos.
Aparecido Agostinho, 52 anos, teve 90% do corpo queimado e estava internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele era irmão de Altamiro Agostinho, que também morreu no acidente. O hospital confirmou o óbito, mas não deu outros detalhes sobre a vítima.
Cinco pessoas foram atingidas pela explosão. Luiz Machado Neto, 37 anos, e Altamiro, 49, morreram no momento do acidente. Rodrigo Silva Azevedo, de 30 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu na última sexta-feira no Hospital Municipal de São José. Uma quinta pessoa foi liberada no dia após receber atendimento médico.
Acidente
A explosão foi na manhã da última quinta-feira durante a manutenção de uma caldeira na fábrica, que fica em Jacareí. As atividades operacionais da fabricante de bebidas permanecem suspensas por tempo indeterminado.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação, em uma reunião nesta sexta com a empresa ficou definido que os funcionários só vão retornar quando houver plenas condições de segurança na unidade.

Isso deve acontecer após laudos das perícias do Ministério do Trabalho, da perícia científica, que será concluída em até 30 dias, e o laudo da empresa, que deve ser realizado por uma perícia naval, contratada pela Heineken.
Empresa
Na sexta, a Heineken informou em nota que apoia as famílias das vítimas e feridos do acidente e que vem  acompanhando de perto o quadro dos  internados, além de manter contato constante com as empresas prestadoras de serviço. A empresa informou que não vai se pronunciar sobre o falecimento da quarta vítima, em respeito aos familiares do trabalhador.

fonte:globo
Postar um comentário