segunda-feira, 31 de julho de 2017

SINDICACAU pede intervenção do Ministério do Trabalho após impasse criado pela Cargill Agricola em Ilhéus








AS DESIGUALDADES SALARIAIS NA CARGILL SÃO ENORMES.

“Como não conseguimos avançar após Assembleia rejeitar proposta da empresa  resolvemos solicitar a intervenção do Ministério do Trabalho”, disse presidente do Sindicacau

O Sindicato dos Trabalhadores na Industria da Alimentação de Ilhéus Itabuna e Uruçuca (SINDICACAU) informa que as negociações sobre o Acordo Coletivo de Trabalho da Cargill que tem como data base 1º de junho que estava sendo intermediada desde junho não foram finalizadas devido a impasse.

Informamos ainda que a entidade não conseguiu avançar nas negociações da Acordo Coletivo de Trabalho devido a insistência da empresa em não discutir todos os pontos da pauta ainda querendo negociar por oficios e emails.
Devido ao impasse, o Presidente do SINDICACAU, Luiz Fernandes, solicitou ao Ministério do Trabalho uma mediação, “Como não conseguimos avançar em pontos relevantes da pauta como por exemplo Plano de Cargos e Salários  resolvemos solicitar a intervenção do Ministério do Trabalho para tentar resolver a questão”, afirma.










Postar um comentário