quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Senado aprova projeto que incentiva produção de cacau de qualidade

Resultado de imagem para cacau de qualidade



De autoria do deputado Evair de Melo (PP-ES), o Senado Federal aprovou nesta terça-feira (7) o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 7/2015 que cria a Política Nacional de Incentivo à Produção de Cacau de Qualidade. Agora, a proposta segue para sanção presidencial. 

Vice-presidente da Comissão de Agricultura da Câmara e coordenador institucional da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Evair de Melo ressalta que o projeto representa uma grande conquista para os cacauicultores em todo o país. 

“Hoje foi dado mais um grande passo para que os agricultores brasileiros se tornem cada vez mais referências mundiais na produção de cacau, elevando a qualidade de nossos frutos e gerando novas oportunidades de emprego e renda”, ressaltou o deputado. 

Cacau de Qualidade - Pensando em toda cadeia que movimenta o setor e na importância do produto para a economia, o PL tem como objetivo criar condições para os produtores brasileiros elevarem a qualidade da fruta. 

Assistência técnica e extensão rural especializadas, além de estímulos baseados na sustentabilidade ambiental e econômica são algumas das ações. 

“Nosso projeto visa elevar o padrão de produção do fruto por meio de estímulos em fases como industrialização, comercialização do produto com categoria superior, remunerando melhor os produtores, atendendo a demanda de consumidores de paladar cada vez mais exigentes”, afirmou o deputado.

Em 2017, o fruto produzido pelo linharense Emir de Macedo Gomes Filho esteve entre os melhores do mundo no Prêmio Internacional Cacau de Excelência, realizado no Salão do Chocolate de Paris, na França, sendo o único representante brasileiro no concurso. Já neste ano, o cacau de Linhares, município do Espírito Santo, recebeu a Indicação Geográfica. “A qualidade do cacau do Espírito Santo está cada vez mais conquistando o mundo. É preciso abrir novas portas para todos os cacauicultores brasileiros”, reiterou o parlamentar.
Tags:
 
Fonte: FPA
Postar um comentário